Se, porventura, eu ficar com demência …

demênciaSe, porventura, eu ficar com demência

Se meu cérebro for tomado sorrateiramente pela demência de Alzheimer, e então ela me levar a memória, me trouxer confusão mental, me tirar a lucidez e me enviar constantemente para o passado …

Lembrem-se que:

Ainda me lembro de quem eu sou e das minhas coisas.

  1. ainda tenho a lembrança de quem eu sou, talvez vagamente e que gosto de ser chamado pelo meu nome ou pelo nome carinhoso que costumam usar para me chamar – vovô, papai …
  2. muitas vezes pedirei para voltar para minha casa, aquela de anos passados; talvez ela não mais exista, mas por favor, criem um espaço meu, com minhas coisas, o sapato preferido, a camisa da minha cor preferida, meus livros antigos,meus discos, fotos de tempos idos, meu perfume preferido e coisas assim; não joguem fora coisas minhas, ainda que velhas, pois elas podem me devolver alguns momentos fugazes de lucidez e quem sabe, revivê-los, por instantes, as sensações e lembranças associadas.
  3. sempre gostei de música e muitos momentos felizes e marcantes de minha vida, podem ter trilhas sonoras de alguma canção que me evoca o clima de então, as pessoas que compartilharam aqueles momentos. Então, deixem-me ouvir estas músicas (mas não se aborreçam se pedir que as toquem repetidas vezes, pois não me lembrarei de que acabo de ouvi-las).
  4. vou gostar de receber visitas de meus amigos, meus filhos, meus netos; receber abraços e beijos destas pessoas me farão sentir o calor do afeto assim como me farão sentir ainda importante.
  5. se eu não retribuir os abraços e os beijos com o mesmo carinho, é porque meus braços e meus lábios não me obedecem como deveriam.
  6. se eu não demonstrar gratidão pela sua dedicação, deixo desde já aqui registrado, pois muito provavelmente não saberei mais como fazê-lo.
  7. a minha falta de interesse, meu estado de alheamento, meu distanciamento, minhas confusões, não são intencionais – na verdade, não tenho controle sobre estes estados.
  8. se eu demonstrar irritação, inquietação ou ansiedade, talvez a causa seja um ambiente ou um assunto que me traz sensações desagradáveis de medo ou de insegurança; por favor, mudem de assunto, de ambiente, falem ou mostrem coisas bonitas, mudem o foco.
  9. se um dia eu não os reconhecer ou tomá-los por outra pessoa, trocar nomes ou fatos, não se zanguem comigo pois isso me deixará confuso e infeliz. Não é culpa minha, é consequência da demência.
  10. se eu acordar de madrugada e perambular pela casa à procura de algo perdido, não se irrite, por favor, ajude-me a entender o que está acontecendo e me tirar a ansiedade.
  11. não quero ser tratado como uma criança. Trate-me como adulto que sou.
  12. não quero que me excluam das festas e encontros familiares.
  13. se não puderem cuidar de mim o tempo inteiro, todos os dias, não se sintam culpados; encontrem pessoas que possam lhes dar uma folga e, se um dia precisarem me internar numa casa de repouso, que seja um lugar bom para viver e me visitem sempre.
  14. **********************************************************************************
    Artigos relacionados:

    10 coisas que o idoso com Alzheimer gostaria de lhe falar, se poudesse.
    – 50 conselhos para viver feliz na terceira idade
    13 dicas para famílias que têm uma pessoa na melhor idade em casa
    e mais …- VEJA TAMBÉM: É fácil ensinar um idoso a usar a internet?idosa e computador

     

     

    Muito obrigado por curtir esta página.                                      Equipe 3iMelhor agradece.É importante para nós que o conteúdo seja útil. Se gostou do que publicamos, deixe o seu comentário abaixo ou relate suas experiências. Quanto mais trocamos ideias, mais conseguimos ajudar pessoas a viver melhor. Obrigado.

email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *