Qual o papel do hipocampo na memória em Alzheimer?

memoriaCOMO A PERDA DE MEMÓRIA FUNCIONA NA DOENÇA DE ALZHEIMER? E COMO ENTENDER ISSO PODE AJUDAR?

Embora seja muito difícil entender como funciona a memória, é essencial saber e aprender como  se dá esse processo e como isso afeta o cérebro, caso queiramos lidar eficazmente com alguém que sofre de algum tipo de demência, e especificamente de Alzheimer,

Sabemos que a memória antiga está preservada e que o problema está na memória recente e imediata. Carole Larkin (ThirdAge Services LLC) em artigo recente diz:

“Você não pode recuperar o que nunca foi guardado, pode?

O processo de armazenamento de informações, fatos e eventos na memória, ocorre em dois passos:

O primeiro passo é feito na parte do cérebro denominada hipocampo.

Quando vivenciamos alguma coisa ou aprendemos alguma coisa o hipocampo pega estes dados e registra. Então, ele os envia para uma outras partes do cérebro para serem armazenados.

Quando lembramos de alguma coisa, a recuperação destes dados da memória vem de outras partes do cérebro.

Pesquisas recentes indicam que o hipocampo é umas primeiras partes do cérebro afetadas pela doença de Alzheimer. Ele não reconhece o evento e age como se o mesmo nunca houvesse acontecido, ou seja, ele não envia a mensagem à outra parte do cérebro para armazenar.

Portanto “você não pode recuperar uma informação que nunca foi armazenada”.

 Antes do hipocampo ser lesionado ele pode registrar os eventos e enviá-los para armazenamento, de modo que estes dados estão lá para serem recuperados, isto é, lembrados.

É por isso que um paciente com Alzheimer não tem a menor ideia do que comeu no café da manhã, mas sabe dizer exatamente qual era a cor da roupa que usou numa festa ocorrida há  40 anos atrás. A memória antiga for armazenada, enquanto a informação mais recente não foi guardada, porque o hipocampo não fez seu trabalho.

O cérebro não consegue fazer seu trabalho de “lembrar” porque o hipocampo lesionado não fez a sua parte de registrar e enviar a informação para armazenamento.

Assim, quando um paciente de Alzheimer ficar repetindo a mesma pergunta, muitas e muitas vezes, é que o cérebro nunca registrou o fato de que acabou de fazer aquela pergunta instantes antes. Também não adianta tentar ensiná-lo a não se repetir, pois ele não vai registrar  esse ensinamento e nem mesmo armazená-lo.

Entender este processo poder ajudar a superar sentimentos de raiva e frustração quando se deparar com situações de repetições intermináveis.
***********************************************************************************************
Artigos relacionados:
– 16-coisas-de-que-gostaria-se-eu-ficar-com-demencia
10 coisas que o idoso com Alzheimer gostaria de lhe falar, se poudesse.
– 50 conselhos para viver feliz na terceira idade
13 dicas para famílias que têm uma pessoa na melhor idade em casa
– VEJA TAMBÉM: É fácil ensinar um idoso a usar a internet?idosa e computador
*
********************************************************************************************
Equipe 3iMelhor

É importante para nós que o conteúdo seja útil. Se gostou do que publicamos, deixe o seu comentário abaixo ou relate suas experiências. Quanto mais trocamos ideias, mais conseguimos ajudar pessoas a viver melhor. Obrigado.

 

email

This entry was posted in Cuidadores, Saúde e Cuidados by Cida Griza. Bookmark the permalink.
Cida Griza

About Cida Griza

. Especialista em Saúde Mental, Psicopatologia e Psicanálise - PUC/PR . Especialização em Atenção à Saúde do idoso (Gerontologia) - UFSC/SC . Coordenadora da Abraz-Subregional de Joinville/SC (2002 - 2010) . Professora Universitária na disciplina de Geriatria e Gerontologia - ACE/SC . Professora do curso de pós graduação em Gerontologia - FURB/SC . Professora do Grupo ECM - Estimumlação Cognitiva e Motora
  1. One thought on “Qual o papel do hipocampo na memória em Alzheimer?

    informações importantes que nos ajudam muito, pois verificamos os sinais de agravamento da doença e adequamos os planos de cuidados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *